A Sabedoria e a sua Virtude - 44. Contentar-se com Pouco e Parar a Tempo



Entre a fama e o corpo 1, qual é o mais precioso?
Entre o corpo 1 e a riqueza, qual é o mais estimável?
Entre a perda e o ganho, qual é o mais doloroso?

Quem muito ama será cruelmente frustrado,
Quem muito junta aumentará a sua perda.
Contentar-se com pouco é evitar a desgraça,
Parar mesmo a tempo é prevenir todo o perigo.

De outra forma, não há vida longa.


Notas
  1. A saúde. [  ]

[ Anterior ] [ Índice ] [ Seguinte ]


Início » Textos » A Sabedoria e a sua Virtude » 44. Contentar-se com Pouco e Parar a Tempo

A Sabedoria e a sua Virtude - 43. Falar Pouco e Não Forçar



O mais flexível deste mundo,
Prima sobre o mais rígido.
Só o nada se insere no que não tem falhas,
Por isso eu reconheço a eficácia do não forçar.

A lição do falar pouco,
E a eficácia do não forçar,
Nada seria capaz de os igualar.


[ Anterior ] [ Índice ] [ Seguinte ]


Início » Textos » A Sabedoria e a sua Virtude » 43. Falar Pouco e Não Forçar

A Sabedoria e a sua Virtude - 42. Buscar a Harmonia



Da Sabedoria nasce o Um,
Do Um nasce o Dois,
Do Dois nasce o Três.
O Três gerou dez mil,
Os dez mil trazem o passivo às costas, e o ativo nos braços,
Buscando a harmonia nas suas respirações.
Quem quer ser órfão, viúvo, indigente?
São nomes, no entanto, que os príncipes se atribuem.
Quem ganha perde, e quem perde ganha.

Eu ensino depois de outros:
"Ao violento, morte violenta",
Que a pessoa que diz isto seja o meu mestre!


[ Anterior ] [ Índice ] [ Seguinte ]


Início » Textos » A Sabedoria e a sua Virtude » 42. Buscar a Harmonia

A Sabedoria e a sua Virtude - 41. Sustentar e Completar



Quando a pessoa elevada ouve a Sabedoria,
Abraça-a com zelo.
Quando a pessoa média ouve a Sabedoria,
Agarra-a e deixa-a.
Quando a pessoa inferior ouve a Sabedoria,
Rebenta a rir.
A Sabedoria, se ele não risse, não seria mais a Sabedoria.

Os antigos diziam:

A Sabedoria que ilumina parece tenebrosa,
A Sabedoria do progresso parece retrograda,
A Sabedoria plana parece irregular,
E a Virtude suprema parece abismo.

A brancura brilhante parece obscura,
A Virtude que abunda parece insuficiente,
A Virtude bem assente parece titubiante,
E a Virtude verdadeira parece empobrecida.

O Grande Quadrado não tem esquinas,
O Grande Vaso é lento a encher,
A Grande Música é muda,
A Grande Forma não tem contornos.

Escondido, sem nome, o Sábio
Sustenta e completa.


[ Anterior ] [ Índice ] [ Seguinte ]


Início » Textos » A Sabedoria e a sua Virtude » 41. Sustentar e Completar

A Sabedoria e a sua Virtude - 40. Regressar



O regresso é o movimento da Sabedoria,
A fraqueza é o seu costume.
Todas as coisas sob o céu nascem do que é,
O que é, nasce do que não é.


[ Anterior ] [ Índice ] [ Seguinte ]


Início » Textos » A Sabedoria e a sua Virtude » 40. Regressar

A Sabedoria e a sua Virtude - 39. Não Brilhar nem Fenecer



Eis o que antigamente atingiu o Um:
O Céu atingiu o Um e tornou-se claro,
A Terra atingiu o Um e tornou-se calma,
Os Espíritos atingiram o Um, daí o seu poder,
Os cursos de água atingiram o Um e replicaram-se,
Os seres atingiram o Um e multiplicaram-se,
O príncipes atingiram o Um e reinaram sobre o mundo.

Se o Céu não fosse claro, cairia em pó, Se a Terra não fosse calma, desmoronar-se-ia,
Se os Espíritos não fossem poderosos, não existiriam,
Se os cursos de água se esvaziassem, secariam,
Se os seres não se multiplicassem, extinguir-se-iam,
Se os príncipes não fossem eminentes, cairiam.

A Humildade é a raiz da grandeza,
E o baixo é o fundamento do alto.
Também, príncipes e duques, se chamam a si próprios:
"Órfãos", "viúvos", "indigentes" 1.
Não veriam eles a humildade como fundamento?

Excesso de honra iguala-se a desonra.
O Sábio não quer ser brilhante como um jade,
Nem soar como um tambor de pedra.


Notas
  1. Cortesia de grande senhor. [  ]

[ Anterior ] [ Índice ] [ Seguinte ]


Início » Textos » A Sabedoria e a sua Virtude » 39. Não Brilhar nem Fenecer

A Sabedoria e a sua Virtude - 38. Rejeitar a Flor e Adotar o Fruto



A virtude superior não possui 1 a Virtude e por isso mesmo a possui,
A virtude inferior não perde 2 a Virtude e por isso mesmo a perde.
A virtude superior não força nem calcula,
A virtude inferior tanto força como calcula.
O amor superior força mas não calcula,
A justiça superior tanto força como calcula,
A polidez superior força e, se tem falta, arregaça as mangas.

Por isso foi dito:
Depois da perda da Sabedoria vem a Virtude,
Depois da perda da Virtude vem o Amor,
Depois da perda do Amor vem a Justiça,
Depois da perda da Justiça vêm os ritos.

O rito é a casca da sinceridade e da fidelidade, mas também a fonte da desordem.
A presciência é a flor da Sabedoria, mas também o umbral da ignorância.
O Sábio apoia-se no sólido e não na flor efémera,
Prezando o fruto e desprezando a flor,
Ele rejeita esta e adota aquele.


Notas
  1. Conscientemente. [  ]
  2. De vista. [  ]

[ Anterior ] [ Índice ] [ Seguinte ]


Início » Textos » A Sabedoria e a sua Virtude » 38. Rejeitar a Flor e Adotar o Fruto

A Sabedoria e a sua Virtude - 37. Simplicidade sem Desejos



A Sabedoria nunca força, no entanto tudo é feito por ela.
Se apenas príncipes e duques lhe obedecessem,
Todas as coisas se moveriam por si próprias sob o céu.
Mas se alguma se ativasse,
A "simplicidade sem nome" saberia mantê-la,
A "simplicidade sem nome" é "sem desejos",
"Sem desejos" é Tranquilidade,
O mundo permaneceria então na Quietude.


[ Anterior ] [ Índice ] [ Seguinte ]


Início » Textos » A Sabedoria e a sua Virtude » 37. Simplicidade sem Desejos

A Sabedoria e a sua Virtude - 36. Deixar as Armas na Sombra



O que é para fechar,
É preciso antes abrir.
Antes consolidar,
O que é para fletir.
Antes favorecer,
O que é para destruir.
E antes dispensar,
O que é para adquirir.
O flexível vence o duro, o fraco vence o forte.
Vale mais que o peixe permaneça em águas profundas,
E as armas dum Estado na sombra.


[ Anterior ] [ Índice ] [ Seguinte ]


Início » Textos » A Sabedoria e a sua Virtude » 36. Deixar as Armas na Sombra

A Sabedoria e a sua Virtude - 35. Não Prejudicar



Quem possui o Grande Símbolo 1,
Todos se vão até ele sob o céu,
Eles não encontram nenhum prejuízo,
Mas segurança, paz e alegria.
A música e a boa carne,
Sabem aliciar aqueles que passam,
Mas as palavras da Sabedoria,
Sendo sem tempero nem gosto,
Tu olhas para Ele 2 e não o vês,
Tu escutas o que Ele diz e não o ouves,
Mesmo sendo Ele inesgotável.


Notas
  1. O Grande Símbolo é a Grande Forma sem contornos, espelho e virtualidade de todas as coisas, a Sabedoria. [  ]
  2. O Grande Símbolo. [  ]

[ Anterior ] [ Índice ] [ Seguinte ]


Início » Textos » A Sabedoria e a sua Virtude » 35. Não Prejudicar